quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Como funciona a memória?

A memória humana é capaz de realizar uma rica variedade de operações. De
um lado, a memória humana permite-nos identificar e classificar sons, sinais, cheiros,
gostos e sensações. Por outro lado, ela é capaz de reter e manipular informações que adquirimos durante a nossa vida.
A memória consiste num conjunto de procedimentos que permite manipular e
compreender o mundo, levando em conta o contexto actual e as experiências individuais. Estes procedimentos envolvem mecanismos de codificação, retenção e recuperação.
Sabe-se que a memória humana é limitada, isto é, o indivíduo é apenas capaz de memorizar um número limitado de informações.
A organização da memória humana é geralmente aceite como sendo composta por três áreas distintas e conectadas.


Tipos de memória
Memória declarativa: É a capacidade de verbalizar um facto. Classifica-se por sua vez em:
φ Memória imediata: É a memória que dura apenas umas fracções de segundo. Um exemplo é a capacidade de repetir imediatamente um número de telefone que é dito. Estes factos são, após um certo tempo, completamente esquecidos não deixando quaisquer “lembranças”
φ Memória de curto prazo: É a memória com duração de algumas horas. Neste caso existe a formação de traços de memória.
O período para a formação destes traços chama-se Período de consolidação. Um exemplo desta memória é a capacidade de lembrar-se do que vestiu no dia anterior, ou com quem se encontrou.
φ Memória de longo prazo: É a memória com duração de meses a anos. Um exemplo é a capacidade de aprendizagem de uma nova língua.
φ Memória de procedimentos: É a capacidade de reter e processar informações que não podem ser verbalizadas, como tocar um instrumento ou andar de bicicleta. Ela é mais estável, mais difícil de ser perdida.

Sem comentários: